Como engajar novamente uma base antiga de leads

Quando a gente inicia ações de e-mail marketing para promover os produtos e serviços da empresa, é comum que determinados leads (clientes em potencial) deixem de interagir com os conteúdos e se esfriem – então, a empresa acredita que perdeu a chance de transformá-los em clientes.

Outra possibilidade que também ocorre é a criação de listas e mais listas de e-mails de clientes. O tempo vai passando e a empresa acaba se esquecendo de promover essa interação e fazendo com que eles continuem sendo clientes.

Mas existem algumas estratégias que você pode fazer para engajar novamente todo esse pessoal, preparando-os novamente para as próximas etapas do funil de vendas. Quer saber mais? Vamos às dicas!

1. Verifique de onde saíram os e-mails e cheque suas autenticidades

Já que a base de leads é antiga, pode ser que alguns destes e-mails não existam mais, estejam incorretos, ou, ainda, que eles nem sejam de fato da sua lista de contatos.

Como assim? Verifique se essa lista de leads realmente foi coletada pela sua empresa – não é uma boa prática enviar e-mail marketing para pessoas que não deram seus contatos a sua empresa, ou seja, que vieram de fontes de terceiros.

Aliás, o ideal é que os contatos saibam que estão cadastrados em sua lista – lembre-se que a partir de fevereiro de 2020 entrará em vigor no Brasil a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que, entre outras resoluções, estabelece que as pessoas precisam consentir e saber exatamente como a empresa usará seus dados pessoais.

Ok, verificou que a sua antiga base de leads é realmente sua? É hora de verificar se os e-mails ainda existem e se estão corretos, pois caso você comece a disparar e-mails sem essa verificação e a maioria deles sequer existir, a sua campanha pode ser suspensa pela quantidade de harbounces (erros de entrega de e-mail).

Nesse caso, existem algumas ferramentas que te ajudam nessa análise, como por exemplo:

2. Atenção ao remetente e ao assunto do e-mail marketing

A melhor estratégia para engajar novamente uma base antiga de leads é voltar a enviar e-mail marketing periodicamente (e sem exagerar na dose). Para isso, certifique-se que esses leads estão nas listas corretas com base nas segmentações que você definiu (por exemplo: cidade, preferências de compra, ou interesses).

No assunto do e-mail (máximo de 40 caracteres), é preciso ser criativo para instigar o seu lead a abri-lo, pois essa é a sua meta inicial: ele precisa abrir o e-mail. Para isso, você pode utilizar alguns gatilhos mentais – e eles precisam estar de acordo com a persona. Por exemplo: João, você já retirou o seu brinde?

Quanto ao remetente do e-mail marketing, uma boa dica é você poder colocar o seu nome e sobrenome em vez do nome da empresa. Isso ajuda a trazer a sensação de maior proximidade e personalização.

Mas é claro que cada contexto precisa ser analisado. Dependendo do mercado em que atua, você pode até mesmo criar personagens para exercerem a função de porta-voz da sua empresa, ou os e-mails podem ser enviados em nome do próprio dono do negócio, ou, ainda, você pode utilizar uma pitada de humor e leveza como estratégia de marketing. A empresa Vandal Power, por exemplo, utiliza “Estagiário” como remetente.

Independentemente da sua escolha, lembre-se da sua meta: fazer com que os leads abram o e-mail marketing.

3. Capriche no conteúdo

E-mail aberto? Opa! Sinal que é possível engajar essa turma novamente e transformá-la em leads quentes.

Mas, por onde começar? A segunda meta é entender, nesse primeiro contato com essa base antiga, como estão essas pessoas – em que momento elas estão, qual é a relação delas com a sua empresa (já compraram? Se cadastraram, mas nunca compraram? Estão insatisfeitas por algum motivo?).

Então, é hora de partir para a pesquisa, que pode conter uma pesquisa rápida de satisfação – como os leads se sentiram no último atendimento que a sua empresa prestou a eles – e uma pesquisa de conteúdo, para saber que tipo de conteúdo eles gostariam de receber (dê opções). Nesse caso, os conteúdos podem ser entregues por meio de landing page, para que você evite spams e capriche no envio deles.

Ah, e não se esqueça de solicitar uma atualização cadastral dos dados dos contatos – para que você termine de renovar a sua base de leads.

E na prática? Como deve ser a estrutura desse primeiro e-mail? Ela pode ser assim:

  • Saudação: Olá, X! Tudo bem?
  • Apresentação: Eu sou o Fulano, responsável pela comunicação da empresa Y.
  • Explicação: Nós estamos trabalhando para atualizar os cadastros dos nossos clientes, você pode me ajudar? É só responder essa pesquisa para garantir que as suas informações estejam válidas – é bem rapidinho! E lá no final dela, temos um presente especial para você!
  • CTA: Clique no botão abaixo para responder: (acrescente o botão “Quero atualizar meus dados”).
  • Despedida: Não se esqueça de pegar o seu prêmio no final da pesquisa e atualização do cadastro, hein! Um abraço, X (assinatura de e-mail).

Pronto. Os leads que responderem a pesquisa estarão prontos novamente para ingressarem no funil de vendas!

4. Evite mensagens agressivas no e-mail marketing

Por fim, não custa lembrar de uma dica importante: tome cuidado para que certas mensagens que a gente acredite que chegue em tom de humor soem agressivas aos leads.

Quer um exemplo? “Não vamos deixar você ir embora!”. Uma frase dessa, em qualquer lugar de um e-mail marketing ou de um site, pode soar bem agressiva e até ameaçadora, trazendo uma repercussão negativa para a marca. Não se esqueça disso!

E então, preparado para engajar novamente a sua base antiga de leads e transformá-la em clientes fiéis da sua empresa? Se precisar de ajuda para essa tarefa, é só falar com a Deen. Até a próxima!

Deixe um comentário