8 Dicas de Experiência do Usuário (UX) para e-commerce de roupas

Nunca se falou tanto em UX nos meios digitais – incluindo UX para e-commerce de roupas. Já falamos aqui em nosso blog sobre a importância de tornar a experiência de navegação do usuário a melhor possível para que você aumente a taxa de conversão da sua empresa.

E no caso específico de uma loja virtual de roupas, saiba que utilizar práticas de UX podem trazer resultados ainda maiores para o seu negócio, que passa a se tornar referência no mercado.

Se e-commerce de roupas é o seu negócio e você não sabe por onde começar, separamos 8 dicas essenciais sobre esse assunto:

1. Publique fotos de qualidade

Essa dica pode parecer um clichê, mas o fato é que alguns e-commerces de roupas insistem em publicar fotos de baixa qualidade e baixa produção em seu site.

Mas por que isso é tão importante? Porque mais do que o produto em si, o cliente busca pela experiência de se sentir bem com a roupa; logo, a busca por uma peça se torna uma experiência estética.

Então, lembre-se de sempre publicar fotos em alta resolução, mostrar a roupa de vários ângulos, e adicionar uma ferramenta de zoom para que o cliente veja a roupa bem de perto, inclusive mostrando as diferentes texturas da peça.

2. Tenha um(a) modelo

Pessoas gostam de ver pessoas na internet, ainda mais quando se trata de proporcionar uma melhor UX para e-commerce de roupas.

Isso porque ter um modelo utilizando a peça que você deseja vender vai ajudar o cliente a visualizar como a roupa fica no corpo. E aqui requer uma atenção especial: que tal tornar a experiência do usuário ainda melhor investindo em modelos de biotipos variados? Certamente esse é um bom diferencial de e-commerces de roupas.

E por falar em diferencial…

3. Encontre um diferencial

Você certamente sabe da enorme concorrência que uma loja virtual de roupas enfrenta na internet. Por isso é tão necessário que o seu e-commerce tenha um diferencial, que vai fazer você ser único no mercado.

Quem sabe uma estampa exclusiva, uma coleção inovadora, uma temática, a possibilidade de personalizar a peça para o cliente, a produção de roupas sob medida… Independentemente do que for, encontre o seu diferencial!

4. Saiba organizar seus produtos no site

Assim como é muito importante você organizar as peças em sua loja física, na internet essa organização também faz toda a diferença na UX para e-commerce de roupas.

Portanto, separe as peças por categorias, tais como:

  • feminino, masculino e infantil;
  • tipos de peças: saias, vestidos, shorts, camisas, moda praia, etc.;
  • promoções da temporada;
  • Estação: primavera-verão e outono-inverno.

Também não se esqueça de possibilitar ao cliente que ele refine ainda mais a pesquisa, que pode ser por:

  • tamanho;
  • marca;
  • menor preço para maior preço, etc.

5. Entregue os produtos de forma personalizada

Você também pode levar a UX para e-commerce de roupas do mundo virtual para o real por meio de uma entrega bem personalizada.

Tente surpreender o seu cliente, de modo que ele fique encantado pela sua loja e faça propaganda dela para os amigos. Algumas dicas:

  • escolher uma embalagem bonita e que ele possa reutilizar;
  • acrescentar um cupom de desconto para a próxima compra;
  • presentear com um brinde;
  • colocar uma carta escrita à mão agradecendo pela compra e dando um desconto para a próxima compra em agradecimento.

6. Descreva todos os produtos que você vende no site

Pode não parecer, mas a parte “descrição do produto” é importantíssima para melhorar a UX para e-commerce de roupas.

Nessa descrição, coloque todas as informações possíveis, como a marca, os tamanhos disponíveis, as medidas, os materiais de fabricação, as cores, formas de lavagem, etc. E como um diferencial, também acrescente um campo para que o cliente possa sanar possíveis dúvidas sobre a peça em questão.

7. Simplifique as formas de pagamento

Simplificar as formas de pagamento não significa colocar apenas uma única opção para o cliente adquirir suas peças. Significa que em cada uma dessas formas de pagamento, ele consiga efetuar a transação do modo mais simples e fácil possível, diminuindo a possibilidade de desistência antes de finalizar o pedido.

8. Uma ótima UX para e-commerce de roupas é não saber apenas vender, mas atender bem o visitante/cliente

A última dica de UX para e-commerce de roupas é você caprichar no atendimento. Nesse sentido, vale a pena investir na diversificação dos canais, para que os clientes tenham um fácil acesso à sua equipe – que a esta altura, já estará bem treinada para tirar as dúvidas e solucionar os problemas dos clientes.

Exemplos de canais de atendimento:

  • redes sociais;
  • e-mail;
  • telefone (se possível, 0800);
  • Chat no site
  • WhatsApp;
  • Formulário de contato no site.

Te convidamos a colocar em prática a partir de hoje estas 8 dicas de UX para e-commerce de roupas. Certamente os resultados aparecerão.

Se tiver alguma dúvida ou não sabe por onde começar, fale com a Deen!

Deixe um comentário